top of page
Buscar

BAGÉ E A COVID-19

Saiba as principais ações de contenção do município durante a pandemia


O município de Bagé, em 2020, protagonizou noticiários locais porque foi a primeira cidade a ter um surto em uma unidade hospitalar no Rio Grande do Sul. Originado pela contaminação de um profissional de saúde infectado em outro estado, o estopim desenvolveu uma escala de contaminação que colocou a cidade entre as dez com o maior número de infectados no Brasil, em municípios com mais de 100 mil habitantes.


A rápida disseminação do novo vírus abalou cidadãos, profissionais da saúde e, claro, as autoridades sanitárias da cidade. Foi então que a Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência e demais entidades se uniram para elaborar e pôr em prática um plano de contenção da Covid-19.


O plano de ação tinha como objetivo mudar as estatísticas, diminuir o impacto na rede de saúde, permitir a atividade do comércio local com menor risco de agravos de contaminação e de impacto na economia. Para chegar a esse resultado, o município de Bagé trabalhou a coletividade: foram criados grupos de trabalho que executaram ações de fiscalização de estabelecimentos, verificação de denúncias, irregularidades em face dos Decretos Municipais de combate à pandemia, dispersão de aglomerações e monitoramento de infectados, além de desinfecção de calçadas e locais com grande circulação de público.


O desenvolvimento das ações e seus resultados foram gradualmente ficando visíveis com o passar dos meses. Entre Abril de 2020 a Julho de 2021 foram contabilizados um total de 18.900 ações, que consistiam em uma média de 1260 atendimentos mensais de fiscalização, distribuídas entre denúncias de atividades clandestinas, bares e restaurantes, academias, salões e barbearias, mercados e padarias.


Além de atividades fiscalizadoras de denúncias, a elaboração e cumprimento de Decretos Municipais sobre o uso de máscara, distanciamento social, aferimento de temperatura e a campanha vacinal também corroboraram para diminuição e abrandamento dos resultados positivos no futuro. Em Julho de 2021, a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) não apresentava nenhum paciente covid.


Atualmente, Bagé protagoniza o sucesso quando o assunto é o enfrentamento à Covid-19. Com menos óbitos e internados, o município se tornou exemplo no que diz respeito à prevenção e estando atualmente com 59,5% de seus habitantes com a cobertura vacinal completa (com todas as doses da vacina contra COVID-19).


 

Leia a Experiência Exitosa:


Autores desta Experiência Exitosa:

Daniel Augusto Corrêa Teixeira;

Roseane Maidana Moreira;

Geraldo Leal Gomes;

Liliane Lopes Gasparoni;


Secretário Municipal de Saúde:

Michelon Garcia Apoetia


Para saber mais:

Daniel Teixeira - (53) 9812-46624


Comments


bottom of page