Buscar

RS define novo cálculo para distribuição da vacina

Decisão considera o número de doses que cada município ainda precisa receber para imunizar toda a população adulta


Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini - Governo do Estado


O próximo lote de doses de vacinas contra a covid-19 entregues ao Rio Grande do Sul será distribuído por um novo critério. Ao invés do rateio por faixa etária, que vem sendo feito desde o início da vacinação, o Estado passa a considerar as doses necessárias para aplicação da primeira dose ou dose única que os municípios ainda precisam receber, independentemente da idade da população adulta.


A mudança foi definida por gestores municipais e estaduais, incluindo o Cosems/RS, durante reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) nesta segunda-feira (16).


“Com este novo cálculo protocolado pelo Cosems, o Rio Grande do Sul deve priorizar os ajustes necessários para que todos os municípios completem a vacinação entre a população adulta (com mais de 18 anos)”, disse o presidente do Cosems/RS, Maicon Lemos. “Dessa forma estamos garantido o princípio da isonomia para que toda a população gaúcha seja vacinada o mais breve possível.”


Até agora, a distribuição por faixa etária foi útil e eficiente. "Agora, na contagem regressiva, é importante nos basearmos nas doses que faltam em cada um dos municípios para que cheguem na meta o mais próximos uns do outros. Vamos completar juntos a meta que o Estado propôs”, explicou Ana Costa, secretária adjunta da Secretaria da Saúde (SES), em notícia no site do Estado.


Gestores municipais que queiram reportar alguma distorção na distribuição de doses e/ou solicitar doses extras podem entregar ofício à Secretaria Estadual de Saúde. As solicitações serão analisadas por equipe técnica.


*Com informações do Governo do Rio Grande do Sul.

75 visualizações0 comentário