Buscar

14 de novembro - Dia mundial do Diabetes



Atualmente, a Diabetes é a mais comum das doenças não transmissíveis com elevada prevalência e incidência crescente. Segundo dados do Ministério da Saúde, o diabetes afeta cerca de 250 milhões de pessoas em todo o mundo. Só no Brasil, a Sociedade Brasileira de Diabetes afirmou que, em 2019, mais de 13 milhões de pessoas viviam com a doença, sendo esse um número com potencial de crescimento. O dado é alarmante, uma vez que as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), como diabetes, são responsáveis por mais de setenta por cento das mortes.


Assim para reforçar a conscientização a respeito da doença e principalmente para evidenciar a importância da prevenção e oferecer alternativas para as dificuldades enfrentadas pelos pacientes a data 14 de novembro foi escolhida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como O Dia Mundial do Diabetes.


A Diabetes Mellitus é uma doença metabólica caracterizada pelo aumento anormal de glicose (açúcar) no sangue. Embora ainda não haja uma cura definitiva, há vários tratamentos que podem melhorar a qualidade de vida disponíveis no Sistema Único de Saúde.



O diagnóstico e Atendimento devem ser feitos em uma Unidade Básica de Saúde ou Estratégia de Saúde da Família (ESF).


Fatores de risco: • Urbanização crescente

• Idade maior de 45 anos (envelhecimento da população)

• Estilo de vida pouco saudável, como: sedentarismo, dieta inadequada e obesidade

• Sobrepeso (IMC - índice de massa corporal maior ou igual a 25)

• Antecedente familiar

• Hipertensão arterial (maior que 14 por 9)

• Colesterol e/ou triglicerídios maior que o normal

• História de macrossomia ou diabetes gestacional

• Diagnóstico prévio de síndrome de ovários policísticos

• Doença cardiovascular, cerebrovascular ou vascular periférica definida Prevenção: • Mudanças de estilo de vida

• Redução de peso (entre 5 a 10% do peso)

• Manutenção do peso perdido

• Aumento da ingestão de fibras

• Restrição de gorduras, especialmente as saturadas

• Aumento de atividade física regular Consequências: • A expectativa de vida é reduzida em média 15 anos para o diabetes tipo 1

• A expectativa de vida é reduzida em média 5 a 7 anos para o diabetes tipo 2

• Os adultos com diabetes têm risco 2 a 4 vezes maior de doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral

• É a causa mais comum de amputações de membros inferiores não-traumática

• Cegueira irreversível

• Doença renal crônica

• Em mulheres, partos prematuros e mortalidade materna (Fonte: Ministério da Saúde)


🖥️ Assista o vídeo produzido pelo Igor Azevedo que conta como convive com o diabetes desde os 12 anos - Saúde Brasil


#diabetes #sus #saude

25 visualizações0 comentário